COE – O que é? Como funciona?

O que é COE? Como funciona?

O que é?

Olá amigo,

COE ou Certificado de Operações Estruturadas, é um investimento que surgiu recentemente, tanto é que existem poucas ofertas deste tipo atualmente.

Se você tem conta em corretoras de investimento, provavelmente ja recebeu e-mail do tipo “invista com segurança na Apple, Facebook e Disney” ou “invista com capital protegido no dolar” e outros mais.

Todos estes e-mails estão tratando de COEs.

Pode haver duas formas de COE, um com capital protegido, onde o investidor tem garantida pelo menos a devolução do valor inicialmente investido, e um com capital em risco, onde pode haver perda total do valor investido.

Como é nítido, os COE tem um certo risco embutido e que, ao meu ver, se parece muito com uma aposta.

Podem até falar que o retorno dos COE, atualmente, pode até superar o CDI, mas existem diversas condições (NORMALMENTE) para que o investimento atinja aquele montante de remuneração.

No entanto, conforme é possível verificar abaixo, sempre existem algumas condições (o que eu disse que tem cara de “aposta”) que devem ser preenchidas, caso contrário você recebe seu dinheiro de volta sem nenhuma correção (no caso do capital protegido).

 

COE oferecida recentemente. Atrelado ao desempenho das ações do Google, Disney e Twitter
Um exemplo de COE oferecido pelas corretoras, atrelado ao desempenho das ações das empresas na bolsa americana.

 

COE oferecida recentemente. Este um pouco mais simples, variando de forma direta com o ativo "alvo"
Um exemplo de COE oferecido pelas corretoras, atrelado ao desempenho do S&P 500
Repare como este COE já tem 3 cenários diferentes e que o rendimento muda bastante, pois tem um limitador, um teto.
Um exemplo de COE oferecido pelas corretoras, atrelado ao desempenho do SPDR Gold Shares

 

Não é necessário explicar muito.

Existe alguns cenários onde os COE podem ter um ótimo rendimento, de fato, mas acaba que você faz uma aposta.

A rentabilidade esperada não compensa o prejuízo que você pode ter (o prejuízo, no caso, é seu dinheiro deixar de render, isto por si só já é perder dinheiro).

Na minha opinião, existem produtos mais vantajosos que os COE, como fundos multimercado e as ações.

Este vai ser um dos raros posts onde eu vou falar de forma aberta que não vejo um determinado produto como boa opção para investir.

 

Como assim? Não tem risco, porque na pior das hipóteses eu recebo o meu valor aplicado inicialmente!

Isso é verdade.

NO ENTANTO, qual é o preço de deixar o dinheiro sem render nada durante esse tempo?

Se a duração for 6 meses, você poderia ter deixado num CDB de liquidez diária ou uma LCI de curto prazo, por exemplo.

Mesmo o rendimento desses produtos sendo baixo (que é proporcional ao prazo do título), ainda assim vai ser superior ao ‘valor aplicado inicialmente/capital garantido’.

Logo, não há como falar que os COE devem ser colocados em qualquer portfólio.

 

Talvez, depois de estudar e quando aparecer uma boa oportunidade, seja vantajoso ao investidor, mas do jeito atual creio que existam melhores opções.

 

Conclusão

Pode parecer um produto simples e fácil de se investir.

No entanto, os COE devem ser analisados de forma minuciosa e estudada cada período de apuração para ver as chances de obter a rentabilidade anunciada.

Existem diversos produtos no mercado que oferecem rentabilidade boa.

Não aceite o “capital inicialmente investido” como segurança, até porque você deixa de ganhar dinheiro quando o deixa “parado no tempo”.

 

Um grande abraço!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *